Saiba o que é psoríase, doença autoimune que afeta Kim Kardashian
03/02/2024

PUBLICIDADE

Kim Kardashian, de 43 anos, revelou aos seus 364 milhões de seguidores uma recente intensificação dos sintomas de sua psoríase, uma condição autoimune que ela enfrenta há aproximadamente 15 anos. A celebridade e empresária, conhecida por seus programas de reality, compartilhou imagens das áreas afetadas, destacando um surto doloroso que inclui manchas vermelhas, erupções cutâneas, descamação e coceira.

Em seus stories, a celebridade lamenta sobre a doença e disse que irá buscar novamente ajuda médica. "Quão louca está minha psoríase agora, pessoal", falou mostrando a vermelhidão em sua perna. "Está tudo na minha perna e não sei o que está acontecendo, mas preciso descobrir isso... isso é uma loucura", contou.

Kim também informou que em 2022 teve um surto e disse que chegou a mudar a dieta, mas não sabe a causa dessa vez. A dermatologista Michele Kreuz, especialista pela SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que a doença é autoimune com causas desconhecidas. "Embora as causas exatas da psoríase ainda não sejam totalmente compreendidas, sabemos que é uma condição autoimune, na qual o sistema imunológico ataca erroneamente as células saudáveis da pele. Fatores genéticos, ambientais e do estilo de vida podem desempenhar um papel importante no desenvolvimento e na gravidade da doença", revela a médica.

PUBLICIDADE

Já os sintomas, a Dra. Ana Sumam descreve como caracterizam a psoríase: "Com frequência, os pacientes exibem manchas vermelhas na pele, as quais são recobertas por uma escama prateada. A coceira e o desconforto podem ser notáveis, prejudicando a qualidade do sono e a capacidade de se concentrar nas atividades diárias", explica.

Ao abordar as áreas do corpo afetadas, a dermatologista Ana Sumam ressalta: "A psoríase pode surgir em qualquer região do corpo, abrangendo desde as unhas e o couro cabeludo até mesmo as áreas genitais".

De acordo com a Michele Kreuz, a psoríase também precisa ser tratada emocionalmente. "É vital não apenas tratar as lesões visíveis, mas também oferecer suporte emocional aos pacientes, ajudando-os a lidar com o impacto psicológico da condição", aconselha.

PUBLICIDADE

Nos seus stories, Kim Kardashian aborda a marca que geralmente fica em sua perna, notando que seu tamanho está progressivamente aumentando. "Posso perceber que está se estendendo pela minha perna, avançando para cima e ao longo da minha coxa", compartilhou ela. "Sinto que é hora de investigar isso", declarou a empresária, que, ao identificar um formato de coração na área afetada, tentou encontrar um aspecto positivo na situação.

PUBLICIDADE

AD
Artigo